Tempero da Vida

Eventos
Rosane Vidinhas
15 de junho de 2017

Comida e o feminino no Museu do Amanhã

Esse encontro realizado no dia 9/6/17, foi bom demais!

Diversas profissionais, ativistas  e público em geral, tiveram a oportunidade de entrar na “roda de conversas” , sobre a relação da mulher com a comida.

A participação era quase 100% feminina. Foi um dia inteiro de trocas naquele lugar incrível que faz-me sentir orgulhosa de ser carioca.

O Museu do Amanhã inspira e respira conhecimento e cultura. Localizado no centro do Rio de Janeiro, é visita certa para turistas e moradores da cidade.

Adorei esse globo terrestre iluminado…mudava de cores e ficava o tempo todo em movimento…

Aliás, vale a pena acompanhar sempre a programação oferecida:

https://museudoamanha.org.br

O evento foi com inscrição gratuita e é a segunda vez que participo quando o assunto é comida. O primeiro foi em Outubro de 2016 com o tema:  “O que vamos comer amanhã? ”

Os dois eventos foram iniciativas do grupo do Comida do Amanhã :

https://www.comidadoamanha.org

Com o microfone, Mônica Guerra Rocha, fundadora do Comida do Amanhã.

10 momentos marcantes do encontro COMIDA E O FEMININO :

1- Podemos mudar o mundo através da comida.

2- Agroecologia: para ter vida saudável temos que ter terra limpa para comida sadia. A mulher quando cuida da natureza a vê como um filho.

Tudo que precisamos está na terra. A terra é o princípio para alimentar.

3- A mulher é NUTRIDORA pois está sempre envolvida com o cuidar através da alimentação.

O primeiro contato com o alimento é através da mãe, pela amamentação.

4- Olhar o alimento é ver VIDA.

5- Cozinha não é lugar menor…é refletir que valores podemos atribuir de estarmos na cozinha.

A mulher saiu para o mercado de trabalho e hoje em dia cozinhar deve ser tarefa de toda família: mãe, pai e filhos, mesmo quando crianças.

6- As crianças que competem em Programas de TV para serem Chefs Júniors, deveriam fazer comida de criança, cardápios para crianças… e não pratos elaborados que são distantes da realidade infantil. Esses programas na televisão precisam ser repensados.

7- É hora de despertar o conhecimento, a ancestralidade. Reconhecer a negritude que existe dentro de nós. Há muito na alimentação brasileira que provém de hábitos criados pelos negros.

Levantada a bandeira de que herdamos muito do conhecimento da culinária africana.

8- Estamos voltando à necessidade de comer comida fresca.

– Comida de verdade. Sem veneno (agrotóxico), feita em casa e de   preferência com a família reunida.

– Alimentação doméstica = Comida doméstica

– Como você compra seus alimentos?

9- Valorizar o trabalho artesanal do agricultor. Olhar “olho no olho” e comprar diretamente com quem produz, o alimento que vai à sua mesa.

10-O primeiro cuidado que temos com nosso corpo físico é com a alimentação.

CUIDADO+ALIMENTAÇÃO+FEMININO

O CUIDAR É FEMININO!

As escolhas que fazemos em nossa alimentação define como estará o planeta amanhã!

Saí de lá, já era noite…

 

 

© 2017 Tempero da Vida. Todos os direitos reservados.

Outlab.