Tempero da Vida

Agroecologia, PANCs, Orgânicos e Sustentabilidade
Rosane Vidinhas
17 de novembro de 2018

Coloque FLORES no seu prato

Por Rosane Vidinhas

16 de novembro de 2018

Flores são mágicas. Quem recebe uma flor sorri, quem casa quer flores, há quem diga: – quero receber flores em vida e não depois…flores encantam, reatam amores, iluminam caminhos, atraem beija-flores, nascem na beira das estradas, decoram salas, são encantadoras e servem para enfeitar seu prato e servir de alimento.

Comer flores não é um hábito tão comum.

Na Inglaterra, durante o reinado da Rainha Vitória, era hábito servir chá com pétalas de rosas cristalizadas, banhadas em clara de ovo, misturadas a água e polvilhadas de açúcar.

Os romanos usavam rosas para perfumar alimentos, vinho e a calêndula para colorir caldos e queijos.

Brócolis e couve-flor, são algumas flores que conhecemos bem e aparecem com frequência em nossas mesas. Porém existem outras, coloridas, pequenas e delicadas, que muito aparecem principalmente nos cardápios de restaurantes do “tipo saudável”, que trabalham com orgânicos e privilegiam uma opção mais natural e vegetariana.

São alguns exemplos de flores usadas na culinária: caliopsis, capuzin, calêndula, flor de mostarda, amor-perfeito, girassol, malvavisco, hibiscos, nastúrcio, rosa, borago, flor de abóbora ou abobrinha, camomila, etc. na sua forma completa ou em pétalas.

As flores contem nutrientes. Algumas são ricas em proteínas, vitaminas A, B, C, E e minerais.

Algumas mais decorativas, outras conferem perfume às preparações.

A rosa, por exemplo, já era adorada séculos antes de Cristo, ótima para geleias, tortas e até sorvete.

Quando fui na Festa das Flores em Holambra, encontrei esse sorvete de rosas.

A água de rosas e de flores de laranjeira perfumam caldas doces.

A camomila acrescenta aroma suave a salgados e doces.

Pode ser feito um refogado com a flor de abóbora chamado de chutney de abóbora, utiliza curry, pimentas e é usado como acompanhamento de carnes assadas e frango. Sugestão da Chef Rita Corsi.

Importante: Não consuma flores provenientes de floriculturas ou de beira de estrada. As próprias para alimentação, são de cultivo orgânico sem tratamento químico, como agrotóxicos.

As que não foram cultivadas para consumo humano, podem provocar vômitos, dores de cabeça, diarreia e até complicações no sistema nervoso ou circulatório.

Também pessoas com asma e alérgicas não devem arriscar.

Nem todas as flores são comestíveis. Por exemplo: azaleia e íris são venenosas. Outras que não podem ser usadas: coroa-de-cristo, jasmim-manga, crisântemo, lírios, bico-de-papagaio, copo-de-leite, espirradeira…

O certo é consumir em restaurantes, bistrôs, lojas especializadas em comida natural e comprar de quem planta com a finalidade apenas de servir à culinária (veja endereços no final).

Pratos do .ORG BISTRÔ

Reparem as pétalas delicadamente dispersas na preparação.

 

Pratos do NATURALIE BISTRÔ

Em Setembro de 1999, na revista Food Express, já se falava do uso da Flores Comestíveis:

Um livro recomendado é  Entre o Jardim e a Horta, de autoria de Gil Felippe, editora SENAC.

Portanto, flores ou pétalas que venham nos pratos, é para comer e não apenas para enfeitar.

**As fotos dos pratos do .ORG e Naturalie Bistrô, foram aqueles que tive a oportunidade de degustar.

 

Onde comprar:

-ORGÂNICOS DA FÁTIMA

http://www.organicosdafatima.com.br

(21) 976948770

-CALUSNE FARMS

http://www.calusnefarms.com.br

(19) 983301050

-ERVAS FINAS

http://www.ervasfinasnet.com.br

(11) 96055422

Restaurantes:

– .ORG Bistrô

http://orgbistro.com.br

(21) 2493-1791

-Naturalie Bistrô

http://www.naturaliebistro.com

(21) 2537-7443

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© 2017 Tempero da Vida. Todos os direitos reservados.

Outlab.