Tempero da Vida

Dias Especiais
Rosane Vidinhas
22 de dezembro de 2018

FELIZ NATAL 2018

Rio de Janeiro, 22 de dezembro de 2018

Por Rosane Vidinhas

NATAL é MAGIA?! É sim…e também no SUPERMERCADO.

O cenário do supermercado se transforma, produtos saem daquele seu lugar tão reservado ao longo de todo ano e ganham destaque. Mesmo que você não pense tanto nisso, em dezembro estarão lá, quer na Ilha Natalina, em prateleiras visíveis de passagem, parecem até que sorriem.

Sabe que tenho essa impressão? Uma sensação que estão envaidecidos de serem mais vistos, de estarem aos montes nos carrinhos, e que passarão pelas mãos das caixas como que dissessem: chegou a minha vez! Sabe no filme Toy Story que os brinquedos ganham vida? Para mim os produtos que ganham status de natalinos dançam, ficam mais coloridos, são enfeitados exatamente para uma festa, tornam-se mais alegres.

Você pode até esquecer do arroz, do açúcar, mas da lata de pêssego em calda, essa não pode deixar de levar. Pobres passas, aquele primo que ama no arroz, a cunhada que faz cara feia. E sem perceber, é discórdia clássica, e coitadinhas das passas com caroço, essas não terão vez mesmo.

Ao longo do ano, essas latas de figo, abacaxi em calda, ficam ali no setor dos doces e parecem não chamar sua atenção. E se possível, é melhor passar e fingir que nem vê, pelos quilos a mais possíveis de se ganhar.

Avelãs, amêndoas, castanha do Pará, pistache, durante o ano tem em pedacinhos naquele sorvete de chocolate da sorveteria de marca, tem sorvete de pistache. Pode também formar um mix, que muita gente do estilo saudável, não abre mão.

avelã

amêndoa

pistache

Nozes tem ar nobre numa torta que será degustada numa boa cafeteria acompanhando um cappuccino. Mas quebrar nozes em setembro, por exemplo? Será?

castanhas portuguesas e nozes com casca

nozes

Tâmaras, figo seco, castanhas portuguesas? Huum chegam de fininho de outros países lá de longe, para nos surpreender e serem saboreados uma vez ao ano, afinal é Natal.

tâmara

figo seco

castanha portuguesa

Damasco lembra a casa de uma amiga que ama servir queijo brie derretido no aparelho de fondue e servir com geleia de damasco, e com certeza, melhor em julho. Durante todo o ano, tem sim, numa prateleira naquele cantão do supermercado, bem escondido, nas bandejinhas de isopor: ameixa, damasco, passas…esperando por você. Ah! Mas o damasco no Natal, estará reluzente como ouro na mesa, e mesmo que vá parar em caixinhas pois poucos experimentaram na ceia, esse também teve seu momento de glamour.

Frutas cristalizadas, cobertas de açúcar? É Natal pode. Em nosso país tropical, melhor é chupar manga, descascar banana, se lambuzar com uma rodela de abacaxi. Imagina açúcar desse jeito em janeiro, em pleno verão, precisando estar em forma.

Peru, chester, tender. A glucose de milho (Karo) fica toda feliz acima do refrigerador cantarolando para ir junto. Afinal, bolinha de presunto fica mais gostosa lubrificada de Karo, com aqueles cortezinhos entremeados de cravos. E fica bonito.

Em abril, maio, junho…a glucose e milho é tímida e serve a alguns para usar sobre frutas e cereais.

Pêssegos, ameixas vermelhas, uvas, cerejas com cabinhos, ganham de longe do mamão papaya, do abacate…

O pão da rabanada, panetone agora moderno todo recheado de chocolate, bolinho de bacalhau, bacalhau à portuguesa, azeitonas pretas.

Então é NATAL!  Pisca pisca nas varandas, Papai Noel nos shoppings para fotos, correria nas compras, amigo oculto, a toalha vermelha, verde e dourada…

Que possamos acima de qualquer coisa lembrar de verdade, que estamos comemorando o nascimento de JESUS, este que nos permite enxergar as luzes, que nos dá a possibilidade de comprar, de estarmos com amigos e família.

GRATIDÃO é o sentimento maior. Feliz Aniversário JESUS CRISTO!

Com sua permissão Jesus, e sob sua guarda, que eu possa para o próximo ano ter a possibilidade de estar muitas vezes em supermercados e orientar pessoas a serem mais felizes e saudáveis.

FELIZ NATAL!

 

 

© 2017 Tempero da Vida. Todos os direitos reservados.

Outlab.